O Programa > Docentes > Projetos de Alexandra Lima da Silva           < Lattes >

TÍTULO DA PESQUISA

Fontes para o ensino/pesquisa em História da Educação: inventariando as instituições escolares do Rio de Janeiro (1870-1930)

PERÍODO:

2016 - 2019

LINHA DE PESQUISA

Instituições, Práticas Educativas e História

GRUPO(S) DE PESQUISA

Instituições, Práticas Educativas e História

FINANCIAMENTO(S)

FAPERJ, Edital Humanidades 2016

Inscrita no campo Educação, esta proposta se justifica por promover reflexões acerca do histórico processo de escolarização no Brasil, seus efeitos, características e complexidades. O projeto tem por objetivos levantar, pesquisar, organizar e divulgar fontes de diversas categorias cujos indícios façam referências às experiências escolares de outros tempos, mapear a localização e distribuição física das escolas públicas e privadas nas regiões da Corte Imperial (século XIX) e cidade do Rio de Janeiro (século XX), bem como produzir materiais e recursos didáticos para o ensino e a pesquisa em História da Educação. O período proposto como delimitação cronológica, entre as décadas de 1870 a 1930, envolve um contexto de importantes avanços no processo de escolarização, no sentido da ampliação da malha pública e privada de ensino, da organização do campo educacional, bem como do empenho da administração pública em regulamentar essas ações. Como resultados das atividades de estudo, pesquisa e trabalho com as fontes no Arquivo da Cidade do Rio de Janeiro, Arquivo Nacional, Arquivo da Cúria Metropolitana, e Biblioteca Nacional, a proposta é construir um mapa físico/geográfico, mas também social e cultural das diversas experiências escolares promovidas pelo Estado e pela Sociedade Civil (Estado, Igrejas, Agremiações, Sociedades, Associações). Da mesma forma, disponibilizar informações sobre os lugares de guarda dos documentos analisados, dos arquivos e fontes relativas às instituições escolares estudadas. Espera-se, ainda, elaborar coletivamente materiais e recursos didáticos voltados para o ensino das disciplinas da área da História da Educação, bem como, instrumentos de pesquisa sobre a temática

    

TÍTULO DA PESQUISA

Sujeitos em trânsito: redes de sociabilidade, instituições e circulação de saberes

PERÍODO:

2015 - 2018

LINHA DE PESQUISA

Instituições, Práticas Educativas e História

GRUPO(S) DE PESQUISA

Instituições, Práticas Educativas e História

FINANCIAMENTO(S)

Bolsa FAPERJ Jovem Cientista do Nosso Estado, Processo número E-26/202.759/2015

Filosóficas, literárias, míticas, científicas, compulsórias, religiosas, missionárias, migratórias, turísticas, amorosas, pedagógicas. Assim se caracterizam as viagens. Uma prática, diferentes sentidos e significados. Se por um lado, as viagens são plurais e múltiplas, na mesma medida são os estudos que se propõem a refletir sobre esta temática, abordada nas diferentes áreas do conhecimento, evidenciando a abrangência e o caráter interdisciplinar. Tais trabalhos propõem investigar o viajante podem utilizar fontes diversas, tais como cartas, cartões postais, bilhetes de embarque, diários, notas, relatórios de viagem. Analisar os significados das viagens realizadas por educadores no âmbito da História da Educação é o horizonte do presente projeto de pesquisa. O projeto objetiva analisar a importância das viagens no processo de formação, intercâmbios e circulação de ideias e dos debates sobre a educação entre finais do século XIX até meados do século XX. Procura analisar a experiência de educadores, num sentido mais amplo, homens e mulheres que percorreram diferentes países e continentes em busca de aperfeiçoamento profissional e intelectual, fortalecimento de redes de sociabilidade, e participação nas ações e nos debates em torno das causas da educação.