O Programa > Docentes > Projetos de Siomara Borba               < Lattes >

TÍTULO DA PESQUISA

PANORAMA DA PESQUISA EDUCACIONAL BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA: OBJETOS, PERSPECTIVAS TEÓRICAS E ABORDAGENS EMPÍRICAS.

PERÍODO:

2016 - 2018

LINHA DE PESQUISA

Currículo: sujeitos, conhecimento e cultura

GRUPO(S) DE PESQUISA

Núcleo de Pesquisa em Epistemologia e Metodologia das Ciências - Episteme.

FINANCIAMENTO(S)

Uerj e Faperj (Processo 210645/2016 - Edital APQ1 2015/2)

Nosso objetivo é construir um panorama de objetos de investigação, perspectivas teóricas e abordagens empíricas da pesquisa educacional, considerando as pesquisas desenvolvidas em programas de pós-graduação, por ser o espaço institucional que a expressa atualmente e pela dimensão formativa que lhe é própria, realizando uma análise exploratória do estado atual da pesquisa educacional brasileira, entre 2010 e 2012. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica e documental, com perspectiva descritiva e analítica. Para a caracterização dos programas e das produções então presentes, serão considerados os documentos institucionais de avaliação do triênio de 2013, então divulgados pela Capes e como unidade de referência para a caracterização de pesquisas, parte de publicações de docentes permanentes de cada programa, especificamente as produções publicadas em periódicos Qualis "A", no período anteriormente indicado.

    

TÍTULO DA PESQUISA

70 ANOS DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO: O DEBATE SOBRE A PRÁTICA DA PESQUISA NOS PERIÓDICOS DA ÁREA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL

PERÍODO:

2013 - 2016

LINHA DE PESQUISA

Currículo: sujeitos, conhecimento e cultura

GRUPO(S) DE PESQUISA

Núcleo de Pesquisa em Epistemologia e Metodologia das Ciências - Episteme.

FINANCIAMENTO(S)

CNPq - Edital: 43/2013 Ciências Humanas, Sociais e Sociais Aplicadas. Período: 13/12/2013 a 12/12/2015 Faperj - Edital: 14/2013 Humanidades 01/07/2013 a 30/06/2015

A pesquisa 70 anos de Pesquisa em Educação: o debate sobre a prática da pesquisa nos periódicos da área da educação no Brasil tem por objetivo identificar e analisar o debate sobre a prática da pesquisa em educação no país, apresentado em periódicos brasileiros da área, no período de 1944 a 2014. O nosso objeto de pesquisa são os textos de análise da prática da pesquisa em educação publicados nos periódicos: Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 1944, Cadernos de Pesquisa, 1971. Essa pesquisa será realizada considerando três períodos compreendidos entre a década de 40 do século XX até a segunda década do século XXI: primeiro período de 1944 até 1965, segundo período de 1966 até 1976 e terceiro período de 1977 até 2014. A metodologia indicada para o desenvolvimento dessa investigação é a pesquisa documental uma vez que buscaremos nas referências bibliográficas, em específico, nos artigos publicados nos periódicos selecionados, os argumentos da discussão sobre a prática da pesquisa em educação.

    

TÍTULO DA PESQUISA

Pesquisa em educação: a prática como objeto de conhecimento.

PERÍODO:

2012 - 2014

LINHA DE PESQUISA

Currículo: sujeitos, conhecimento e cultura

GRUPO(S) DE PESQUISA

Núcleo de Pesquisa em Epistemologia e Metodologia das Ciências - Episteme.

FINANCIAMENTO(S)

CNPq - Edital: CNPq/CAPES Período: 20/01/12 a 19/01/14 Faperj - Edital: Humanidades Período: 01/12/11 a 30/11/13 Edital: Auxílio à pesquisa básica Período:01/08/13 a 30/07/14

A temática central das pesquisas que temos desenvolvido é o processo de investigação em educação. Temos procurado entender o significado e o lugar que a prática da pesquisa em educação tem atribuído aos diferentes elementos do processo investigativo. Para realizar esses projetos de investigação, o caminho escolhido tem sido o exame teórico conceitual desses elementos - método, teoria, sujeito e objeto do conhecimento - que constituem o ato investigativo.
Esses aspectos têm sido analisados, identificando e examinando o material bibliográfico sobre pesquisa em educação. Essas análises foram feitas a partir dos trabalhos de Miriam Limoeiro Cardoso que, no desenvolvimento de suas pesquisas no campo teórico do marxismo, na área da Sociologia, discutiu a questão da produção de conhecimento científico.
O tema do atual projeto são as análises já produzidas sobre a prática investigativa em educação. Seus objetivos são identificar e examinar as diferentes análises sobre a prática da pesquisa em educação, considerando como referência a discussão sobre a construção teórica do objeto de conhecimento. As questões a serem investigadas são: como a prática da pesquisa em educação tem sido analisada? Quais os fundamentos teóricos-conceituais dessas análises? Qual a forma de “reconhecer” a pesquisa em educação que essas análises construíram? O debate objeto científico “dado” e objeto científico “construído” aparece nessas análises? Como e quando ele aparece ou não aparece?
Trata-se de uma pesquisa teórica. A metodologia de investigação é a análise da bibliografia, cujo procedimento consiste, exclusivamente, no exame do material publicado nos Cadernos de Pesquisa, a partir dos fundamentos teóricos-conceituais da ideia de objeto teoricamente construído. A escolha do periódico Cadernos de Pesquisa foi feita, considerando que, desde sua criação, em 1971, esse periódico se dedica a publicar pesquisas acadêmicas desenvolvidas, principalmente na área da educação.

    

TÍTULO DA PESQUISA

A PESQUISA EM EDUCAÇÃO: significados, contradições e intenções do objeto a ser conhecido

PERÍODO:

2005 - 2011

LINHA DE PESQUISA

Currículo: sujeitos, conhecimento e cultura

GRUPO(S) DE PESQUISA

Educação, pensamento e filosofia

FINANCIAMENTO(S)

Edital Universal CNPq, Prociência/Faperj/UERJ

Pretende-se investigar a realidade apreendida pela racionalidade pedagógica como objeto do conhecimento científico em Educação. A interrogação sobre o objeto se insere em uma proposta de ciclo investigativo, envolvendo as temáticas da teoria e do sujeito, anteriormente investigadas, mas não esgotadas. Nesse ciclo investigativo, teoria, sujeito e objeto representam aspectos indissociáveis de uma mesma questão: o significado atribuído pela literatura destinada à formação do pesquisador ao processo investigativo e a cada um de seus constituintes.
No campo do conhecimento educativo e das ciências humanas e sociais, o objeto de investigação se confunde inteiramente com o sujeito: no entanto, em que medida isso é problematizado no interior da literatura que serve de base à formação do pesquisador em educação? Qual é ou quais são os discursos sobre o objeto da investigação científica que sustentam os procedimentos e as técnicas de pesquisa, o que eles revelam e o que eles ocultam da dupla condição em que o humano se apresenta no processo da investigação?