O Programa > Docentes > Projetos de Rosanne Evangelista Dias               < Lattes >

TÍTULO DA PESQUISA

Demandas sobre desempenho docente produzindo políticas de currículo para a Iberoamérica

PERÍODO:

2019 - 2022

LINHA DE PESQUISA

Currículo: sujeitos, conhecimento e cultura

GRUPO(S) DE PESQUISA

Políticas de currículo e docência

FINANCIAMENTO(S)

Edital Chamada MCTIC/CNPq Nº28/2018 - Universal /Faixa B

Esta investigação se insere no contexto em que a Iberoamérica mobiliza diversos recursos desde a primeira década do século XXI na construção de consensos com os países da região na intenção de produzir e influenciar políticas de currículo que superem o quadro de desigualdade na educação básica. Entre os anos de 2008 e 2016, a Organização dos Estados Iberoamericanos para a Educação, a Ciência e a Cultura – OEI publicou uma série de textos políticos que fez circular diversas ideias que buscavam equalizar os problemas verificados forjando o Programa Metas Educativas 2021: la educación que queremos para la generación de los Bicentenarios. No ano de 2015, durante a Conferência Mundial das Nações Unidas reunida com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura - UNESCO, a região alterou sua agenda para atingir as Metas previstas em 2021 para o ano de 2030, no âmbito da Agenda da Educação 2030 e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Nesses consensos, a docência assume relevância na produção do período na defesa de novos currículos para a formação e o trabalho docente como fator que contribui para o bom desempenho da educação. Desse modo, demandas são produzidas e articuladas discursivamente significando modos de controlar o currículo da formação e da atuação docente destacando o desempenho como estratégia que pretende garantir a qualidade da educação. Pretendemos analisar as demandas sobre o desempenho nas políticas de currículo para a docência na Iberoamérica apoiada na abordagem teórico-metodológica da teoria do discurso (TD) de Laclau e Mouffe, destacando os processos de articulação discursiva e os sentidos para o significante desempenho nos textos políticos que pretendem por em marcha as políticas para a formação e o trabalho docente. Entre os textos selecionados para este trabalho apontamos as seguintes publicações: Proyecto Estratégico Regional sobre Docentes: Centro de Estudios de Políticas y Prácticas en Educación (CEPPE) da OREALC/UNESCO e Miradas sobre La Educación en Iberomérica: Desarollo profesional docente y mejora de la educación. Tencionamos interpretar as produções de políticas na região focalizando destacadamente a experiência dos seguintes países como o Brasil, o Chile, a Colômbia e o México que vem apontando como emblemáticos para a compreensão das relações entre o currículo e o desempenho no desenvolvimento curricular para a docência, no período de 2000 a 2020.

    

TÍTULO DA PESQUISA

Discursos da Avaliação nas Políticas de Currículo para a Formação e o Trabalho docente no Espaço Ibero-americano

PERÍODO:

2015 - 2018

LINHA DE PESQUISA

Currículo: sujeitos, conhecimento e cultura

GRUPO(S) DE PESQUISA

Políticas de currículo e docência

FINANCIAMENTO(S)

CNPq CNPQ/ MCTI Nº 25/2015 CIÊNCIAS HUMANAS, SOCIAIS E SOCIAIS APLICADAS Processo Nº 445160/2015-2

Este projeto visa a investigar os discursos sobre avaliação nas políticas de currículo para a formação de professores para a educação básica no espaço ibero-americano no período de 2001 a 2014. Neste período, proposições foram forjadas e confrontadas, em processos de articulação política, por diversos sujeitos e grupos em disputa por projetos que representassem suas posições a partir de demandas. Ao longo desses anos, discursos em defesa das demandas políticas de avaliação para a formação docente e para a escola básica vêm produzindo novos sentidos no trabalho docente no que tange ao desenvolvimento curricular. Tais políticas vêm sendo produzidas por diversas lideranças e grupos, em diferentes escalas e a produção por parte de organismos internacionais e redes políticas tem destacado processos de articulação que atravessam fronteiras de Estados-nação, tencionando a constituição de políticas locais e regionais. Esses processos de produção e disseminação de discursos devem ser analisados como expressão de ideias, valores e concepções sobre o currículo e a formação e o trabalho docente em diferentes arenas de significação (LOPES) dessas políticas. Esta investigação será orientada pela teoria de discurso (LACLAU) e a abordagem do ciclo contínuo de políticas (BALL; BALL & BOWE). Os discursos expressam práticas sociais encarnando expectativas em torno de propostas que são articuladas tendo em vista a produção de políticas que alcancem a hegemonia. Com base em Stephen Ball, procuramos explorar os processos de produção dos textos das políticas em ciclos contínuos compreendendo seus diferentes contextos e seus protagonistas. Nas análises dos textos políticos tencionamos compreender os processos de articulação que tornam possíveis os consensos em busca da legitimidade de determinados discursos (MOUFFE). Os textos políticos selecionados para análise têm como marco temporal a publicação do Relatório Jacques Delors da UNESCO no Brasil, além de textos produzidos por redes que se dedicam às políticas de currículo para o trabalho e a formação docente em diferentes escalas. Outros textos selecionados fazem parte da produção de entidades de caráter acadêmico-científico e associativo como a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC. Tencionamos analisar, nesses textos, os discursos em defesa das demandas de avaliação para as políticas de currículo para a formação e o trabalho docente no âmbito ibero-americano, focalizando os seguintes aspectos: a) responsabilização docente no êxito do desempenho escolar; b) perspectivas de avaliação do desempenho docente; c) perspectivas de avaliação da formação docente. Argumentaremos que o processo de produção discursiva de articulação de demandas de avaliação nas políticas de currículo para a formação e o trabalho docente é marcado pela ambivalência dos textos de definições curriculares, pela multiplicidade de autorias e de interpretações e negociação de diferentes projetos em disputa. Entendemos que os discursos de avaliação produzem sentidos de ser professor e também do que deve ser o conhecimento do professor e por isso devem ser analisados para melhor compreensão das políticas curriculares que vêm sendo forjadas.

    

TÍTULO DA PESQUISA

Discursos nas Políticas Curriculares para a Formação de Professores no Espaço Ibero-americano

PERÍODO:

2013 - 2020

LINHA DE PESQUISA

Currículo: sujeitos, conhecimento e cultura

GRUPO(S) DE PESQUISA

Políticas de currículo e docência

FINANCIAMENTO(S)

CNPq UNIVERSAL 14/2013 Processo Nº487092/2013-9 FAPERJ APQ1 Processo Nº 110588/2014 - Jovem Cientista do Nosso Estado - JCNE/FAPERJ (2016-2019) Procientista UERJ 2017- 2020 JOVEM CIENTISTA DO NOSSO ESTADO - JCNE (Edital 2016) BOLSA PIBIC/FAPERJ Processo Nº 200.914/2016 2013/2

Este projeto visa a investigar os discursos das políticas de formação de professores para a educação básica no espaço ibero-americano no período de 2001 a 2014. Ao longo desses anos, discursos em defesa das demandas políticas para a formação docente, vêm sendo produzidos por diversas lideranças e grupos, em diferentes escalas e a produção por parte de organismos internacionais tem destacado processos de articulação que atravessam fronteiras de Estados-nação, tencionando finalidades de virem a constituir políticas locais e para a região. Esses processos de produção e disseminação de discursos devem ser analisados como expressão de ideias, valores e concepções sobre o currículo e a formação de professores em diferentes arenas de significação (LOPES) dessas políticas. Esta investigação será orientada pela teoria de discurso (LACLAU) e a abordagem do ciclo contínuo de políticas (BALL; BALL & BOWE). Os textos selecionados fazem parte da produção de entidades de caráter acadêmico-científico e associativo como a SBPC e a ANFOPE e dos organismos internacionais: OEI e UNESCO. Nas análises dos textos políticos tencionamos compreender as articulações que tornaram possíveis os consensos em busca da legitimidade de determinados discursos (MOUFFE). Tencionamos analisar, nesses textos, os discursos em defesa das demandas das políticas de formação de professores no âmbito ibero-americano, focalizando os seguintes aspectos da formação: a) finalidade social; b) modalidades de ensino; c) modelos de organização curricular e, d) processos de avaliação. Entendemos que os discursos constituem os sentidos de ser professor e também do que deve ser o conhecimento do professor e por isso devem ser analisados para melhor compreensão das políticas curriculares que vêm sendo forjadas.